29/10/2010

Moravianos, Missionários, Jesus e Eu

por Maurício Arruda

Iniciado em Hernhut, Alemanha no século 18, o movimento de oração continua (24 horas) chamado Moravianos durou por quase 100 anos, e eles não oravam por aquilo que não estavam dispostos a ser a resposta.

Dois jovens Moravianos, de 20 anos ouviram sobre uma ilha no Leste da India cujo dono era um Britânico agricultor e ateu, este tinha tomado das florestas da África mais de 2000 pessoas e feito delas seus escravos, essas pessoas iriam viver e morrer sem nunca ouvirem falar de Cristo.

Esses joves fizeram contato com o dono da ilha e perguntaram se poderiam ir para lá como missionários, a resposta do dono foi imediata: " Nenhum pregador e nenhum clerico chegaria a essa ilha para falar sobre essa coisa sem sentido". Então eles voltaram a orar e fizeram uma nova proposta: "E se fossemos a sua ilha como seus escravos para sempre?", o homem disse que aceitaria, mas não pagaria nem mesmo o tranposte deles. Então os jovens usaram o valor de sua propria venda para custiar sua viagem.

No dia que estavam no porto se despedindo do grupo de oração e de suas familias, o choro de todos era intenso, pois sabiam que nunca mais veriam aqueles irmãos tão queridos, quando o navio tomou certa distância eles dois se abraçaram e gritaram suas ultimas palavras que foram ouvidas:

"Que o cordeiro que foi imolado receba a recompensa do seu sofrimento".

Quase 100 anos durou este movimento missionário. Note o coração disposto destes dois jovens, que doaram suas vidas para que outros pudessem conhecer a Jesus Cristo.

Então vem a pergunta: E nós o que temos feito para servir a Deus? E mais, o que temos feito pela causa do evangelho de Jesus? Indo a cultos de domingo a noite? Devolvendo dízimos? Cumprido escalas em ministérios? Seria o bastante?

Esta história me faz lembrar de um dos mandamentos mais importantes da palavra de Deus, "O amor ao próximo". Será que amamos de verdade? Se a resposta for não, o que temos feito para mudar isto dentro de nós? Ou simplesmente ignoramos este mandamento, afinal ele é velho e ultrapassado?

Precisamos diminuir de verdade, e isso é uma escolha consiente e não um choro de domingo a noite. Todos somos missionários: "Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Mateus 28:19"

Qual tem sido a nossa oferta para Deus? Amamos a Deus de verdadeiramente? Então leia João 14:21 novamente se ainda não leu "Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama". Vejamos ainda o que o salmista escreve no Salmos 119 nos versos a saber:

54 Os teus estatutos têm sido os meus cânticos na casa da minha peregrinação.
55 Lembrei-me do teu nome, ó SENHOR, de noite, e observei a tua lei.
56 Isto fiz eu, porque guardei os teus mandamentos.

É hora de repensar o que temos orado a Deus. Toda transformação passa pelo tratamento de Deus, afim de darmos o fruto devido ao seu tempo, mas é bem verdade que toda árvore infrutífera será cortada e jogada fora. Toda dádiva, todo dom perfeito, toda virtude, toda boa obra, vem dEle.

Somente Deus através do seu Santo Espírito pode tranformá-lo em uma pessoa que O ame.

Ame geral e que Deus nos abençoe.

25/10/2010

O louvor do Céu

Apocalipse 4:8 - E os quatro animais tinham, cada um de per si, seis asas, e ao redor, e por dentro, estavam cheios de olhos; e não descansam nem de dia nem de noite, dizendo: Santo, Santo, Santo, é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, que era, e que é, e que há de vir.

Antes de voltar ao céu, Jesus prometeu aos discípulos: "vou preparar-vos lugar (...) mas voltarei" (João 14.2,3).

Nós, cristãos, aguardamos o retorno de Jesus Cristo. Não sabemos quando será, mas permanecemos vigilantes e prontos.

Você está preparado para este dia? Cristo virá para buscar aqueles que abandonaram a vida de pecado e decidiram viver para a glória de Deus.

Os sinais no mundo têm nos mostrado que este Dia glorioso se aproxima. Você consegue imaginar a alegria de estar para sempre com Cristo?

Cantemos com os anjos: "Ele há de vir".

No mais tudo na paz.

NEle, o Caminho.

Fonte: Palavra que transforma, publicado aqui no Cristão Sim Alienado Não

20/10/2010

Redes Socias - Tô fora ou tô dentro?

Quanto tempo você gasta por dia utilizando internet, email, orkut, msn, facebook, twitter etc?

Por Maurício Arruda



Eu sinceramente gosto de utilizar meu tempo em frente ao computador com coisas mais úteis e interessantes, sobretudo com leituras de devocionais, bíblia, gramática, sites e blogs evangélicos, política, música, entre outras coisas.

É claro que estas são as minhas práticas e o meu gosto, mas confesso que quanto mais o tempo passa, mais vejo pessoas tendenciosas se contaminarem com estas redes sociais descartáveis.

A coisa fica pior quando vejo cristãos envoltos nestas práticas que ocupam muito do seu precioso tempo. Os adolescentes são a maioria, mas também vejo um monte de gente bem crescidinha gastando algo tão precioso que Deus nos deu, nestes programas e aplicativos.

Pense comigo: Imagine se a quantidade de acessos a internet do povo cristão, fosse para ler um devocional ou simplesmente a bíblia. Será que seríamos crentes melhores e mais maduros?

Não precisa ser tão inteligente para responder que sim.

Eu já tive orkut um dia, mas graças a Deus fui liberto disso ainda ímpio, antes mesmo de me converter, pois achei péssima a idéia de ter milhões de pessoas fofocando e fuçando na minha vida, só para dizer que eu era popular e tinha um monte de amigos. Balela pura! Abracei até a campanha "Troco um scrap por um abraço", do irmão Marcos Botelho.

Depois surgiu o tal Facebook, que conheci, mas achei totalmente inútil também, igualmente ao Orkut e, certamente tomaria meu tempo em frente ao computador.

Twitter então, este não quis nem tentam, pois só vi coisas incrivelmente inúteis e de gente que até admirava, futilidades exacerbadas, preferi não ter.

E por fim o MSN, que este ainda tenho, mas se quer uso, para evitar ser tentado a ficar horas a fio jogando tempo fora com conversas torpes, inúteis que só tem como objetivo saber da vida alheia, de um e de outro que fala de muitos. Quando entro lá, falo com minha família e alguns “poucos amigos” e claro, sempre entro invisível para ninguém me roubar o tempo.

As desculpas dos viciados são diversas. Prefiro nem comentá-las. Mas confesso que me entristeço muito por ver uma geração voltada à vícios tão ruins quanto a fumar, beber, etc.

Os resultados virão com o tempo, aliás, tempo perdido. Bom seria se cada um que ler este post abolisse de vez estas porcarias que tomam o seu tempo e voltassem para as leituras positivas, bíblicas, culturais, devocionais, musicais, estudos, etc.

Dou saltos de alegria quando fico sabendo que um amigo ou um irmão em Cristo me diz que cancelou a conta do orkut, facebook, twitter, MSN etc. É semelhante a alegria que sinto quando um pecador se arrepende dos seus maus caminhos e aceita Jesus.

Se Jesus fizer com que uma pessoa que ler este post se auto-avalie e repense o que anda fazendo com seu tempo em frente ao computador, creio que valeu a pena escrevê-lo.

E... ah claro, não poderia esquecer de dizer: "Veja também o que você anda fazendo com seu email."


No mais, tudo na Santa Paz.

NEle, o criador de tempo.

13/10/2010

Não baseie sua fé nas experiências

Mark Driscoll usa o testemunho de Pedro sobre a Transfiguração de Cristo para mostrar que a Bíblia deve ser a base para a nossa fé, não as experiências que vivemos



Não baseie sua fé nas experiências from iPródigo on Vimeo.


Fonte: iprodigo.com, publicado aqui, pois concordamos com a exortação.

08/10/2010

Despertando para uma vida abundante - Medita na Palavra




Salmos 1:2 - Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.





Você deve aprender a cuidar da sua mente. Aprendi que, quando cultivamos pensamentos corretos, desfrutamos de paz e alegria. A Bíblia nos aconselha a meditar na lei de Deus.

Isso significa pensar e refletir sobre cada texto bíblico que você leu. Após uma leitura bíblica, pense: “de que maneira posso ser orientado por esse texto?”. Ou, talvez: “o que Deus pretende me mostrar nesta leitura:?”.

Muitas pessoas vivem entristecidas, pois alimentam a mente com morte, destruição, violência e coisas que as afastam de Deus. Faça diferente! Medite na lei do Senhor.

Você notará uma profunda mudança na sua maneira de viver!

Ame geral!


Fonte: Palavra que transforma, publicado hoje véspera de feriado no Cristão Sim Alienado Não.

Testando meu conhecimento bíblico 0006

Pergunta simples para quem está com a leitura da Escrituras em dia. Vamos a Ela:
 


Qual era o nome do pai de Davi:


( ) Pelé
( ) Bule de café
( ) Jessé
( ) Praça da Sé
( ) Jefté

04/10/2010

E aí vai ficar em cima do muro?

Leitura: João 12:42-43


Qualquer que seja a razão de irmos ou não a Jesus, ela será egoísta. Vamos a ele por estarmos doentes, necessitados ou perdidos, e o evitamos por medo de perder família, amigos ou posição na sociedade. É o caso deste capítulo 12, que diz que "muitos dos principais creram nele, mas não o confessavam por causa dos fariseus, para não serem expulsos da sinagoga. Porque amavam mais a glória dos homens do que a glória de Deus". Hoje diríamos que ficaram em cima do muro.

Em sua salvação não há nada de que você possa se gloriar. Ela vem de Deus, não de você. "Não vem das obras, para que ninguém se glorie; porque somos feitura sua [de Deus], criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas". Isso não agrada o ser humano, que adora ser bajulado pelos seus feitos. Para não perderem as regalias que têm em sua religião, alguns judeus aqui creem em Jesus, porém não o confessam como Senhor e Salvador.

Todavia, a Palavra de Deus é bem clara ao afirmar, na carta aos Romanos, que "se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação" Rm 10:9-11.

Este capítulo fala dos que não confessavam publicamente sua fé em Jesus por medo de perderem sua posição no arraial da sociedade e religião. Você acha que isso mudou com a Igreja? Os cristãos são feitos da mesma carne que eles, portanto era de se esperar que dessem um jeitinho para que a fé do coração e a confissão da boca pudessem ser exercitadas, sem, contudo, perderem o gostinho da bajulação humana.

Por isso você encontra hoje muitos grupos de cristãos que criaram seus próprios meios de garantir um recheio para o ego. Primeiro, os dons como evangelista, pastor e mestre - que não são a mesma coisa que talentos como a habilidade de cantar, falar ou escrever - viraram títulos honoríficos como os que usamos para autoridades civis e militares.

Depois foram criados cargos eclesiásticos como diretor disso e presidente daquilo. Até mesmo títulos como "Reverendo", que a Bíblia só usa para Deus, passaram a ser usados por homens comuns e foram criados cursos de teologia que concedem títulos honrosos como "Doutor em Divindade". O ego adora essas coisas.

Não se engane: Jesus não teve qualquer honraria no arraial do judaísmo. Ele só experimentou desonra, vergonha e desprezo. Hoje existe igualmente uma espécie de "arraial da cristandade", e a admoestação de Hebreus 13 vale para nós também: "Saiamos até ele [Jesus], fora do arraial, suportando a desonra que ele suportou".


Fonte: O evangelho em 3 minutos, publicado aqui no Cristão Sim Alienado Não

O Veneno da Suspeita


1 Coríntios 13:5 - Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal.


O capítulo 13 da I Carta do Apóstolo Paulo aos Coríntios contém o ensino mais completo sobre o amor, do ponto de vista de Cristo. Uma das características do amor é que ele "não suspeita mal" (I Coríntios 13:5).

Suspeita é a atitude daquele que, ainda não tendo certeza absoluta, assume a atitude da "desconfiança". O suspeitoso sempre começa assim: "bem, certeza, certeza, eu não tenho... mas dá para desconfiar..." Uma vez expressa esta introdução, o que vem em seguida é um rosário de julgamentos e acusações. Por isso, afirmações na base da suspeita são mais venenosas do que fatos comprovados.

Paulo afirma que a atitude do amor não encoraja a suspeita. Muito pelo contrário. Aquele que ama, quando confrontado com alguns indícios negativos sobre alguém, começa logo com a postura de que enquanto não existirem provas, o acusado deve ser tratado como inocente. Ora, se a justiça humana parte deste princípio, a justiça bíblica vai muito além e nem sequer "suspeita mal".

O amor procura compreender, procura contextualizar, procura explicar. E, mesmo havendo o delito, procura perdoar. Por isso, todo relacionamento na base do amor é saudável e construtivo. Somente o amor nos cura do veneno da suspeita.


Fonte: Pr. Olavo Feijó escreve no Gotas Bíblicas e é colaborador indiretamente aqui no Cristão Sim Alienado Não.    

03/10/2010

Não Caia nessa



Texto: Tiago Lima


Como anda a sua igreja? Como ela tem funcionado?

Quais são seus pensamentos diante de Deus?

Eu oro, logo Deus é obrigado a fazer minha vontade;
Eu oferto, logo Deus não pode me deixar faltar nada;
Eu sou bom, vou aos cultos, logo tenho de ser vitorioso nas minhas iniciativas;
Eu sou uma boa pessoa, trato bem as pessoas a minha volta, não roubo, não mato ninguém, minto só um pouquinho, logo, Deus deve me cercar de pessoas boas também, claro.

São esses os seus pensamentos? É dessa forma que você enxerga o evangelho?

A grande maioria das pessoas está em busca de solução para os seus problemas, uma vida melhor, de paz, sem problemas, sem doenças, mas são avessas às exortações, às recomendações de santificação; estão buscando pão como nos dias de Jesus.

O interessante nestas essas igrejas é o modo como vem a “bênção”. Eles ensinam que se você obedecer a uma fórmula, pré-estabelecida, a bênção virá, a felicidade, a paz, a cura.

Geralmente essa formula é algo que envolva um pastor super ungido, o seu "Pai Espiritual" que intercede por você a Jesus, ou algo relacionado a dinheiro. Sempre são fórmulas alheias às Santas Escrituras.

Geralmente a idéia provém de uma visão que alguém teve, e daí são elaboradas ao sistema. Elas podem até citar as Escrituras, mas ao acaso, texto fora do contexto, e estes são transformados em pretexto. Uma fórmula mágica, tipo um abracadabra.

Eles enfatizam apenas o que é prático. Negligenciam a doutrina.Nesta linha de pensamento, outra característica semelhante das igrejas é que elas oferecem a CURA, a BÊNÇÃO, imediatamente.

Já notou isso? É o método do atalho, e por isso conseguem tantos adeptos.

Qualquer coisa que ofereça atalhos espirituais, não é cristianismo da Bíblia. Mas as igrejas perguntam: O que você está precisando? Qual o seu problema? E respondem: Venha! Nós podemos ajudá-lo. Oferecem o remédio barato, fácil e rápido, saúde, cura física, a bênção que soluciona todos os seus problemas.

Mas o método do Evangelho é muito diferente. A primeira coisa do Evangelho é o CONHECIMENTO DE DEUS. Está é a grande mensagem da Bíblia.

Precisamos tomar consciência que o mundo espera uma igreja inteligente. Uma igreja que ele possa dialogar. Ou seja, uma igreja que lê a Bíblia atualizada com outras obras das ciências. Temos de saber explicar o que cremos e porquê cremos.

Precisamos arregaçar as mangas e colocar as mãos no arado. Sair do próprio quintal, envolver-se mais com a vida e com a sociedade. Igrejas que sejam um celeiro de voluntários.

Com um detalhe importante: solidariedade não é estratégia evangelística! Não é trocar cesta-básica por freqüência no culto.

Precisamos de respostas para o divorciado, para o homossexual, para o viciado. Hoje em nossos templos, alimentamos a hipocrisia e a culpa.

Ame Geral!


Fonte: Projeto Defunto

O Cristão e a Política

Hoje temos visto um grande número de pastores e cristãos de modo geral, candidatos à política. Algumas igrejas apoiando, outras não. Vi neste vídeo algo que vem de encontro ao que penso e acredito ser o ideal.



Fonte: Pregações de John MacArtthur publicado aqui no Cristão Sim Alienado Não

O Que Significa Ser Cheio Do Espirito

 

Blogger news

Blogroll

About