30/04/2010

Se for mentira não fale


A cada dia que passa odeio mais e mais esse negócio da prática da mentira. Isso é nojento. Não adianta vir com este papo de mentirinha ou mentirona, idem ao pecadinho e pecadão ou aquele outro do tipo "Eu estava só brincando". Mentira em nenhuma instância é benéfico, tanto para quem profere como quem ouve e de alguma forma sofre algum mal por conta dela. No final ambos são prejudicados.

Conheço pessoas que tem este péssimo hábito, certamente porque não conseguem conviver com a verdade, muitas vezes dura, e certamente usam da mentira nestas horas para "resolver" as questões da vida. Um dos casos que mais me incomoda, é quando noto que pessoas usam deste artifício para benefício próprio seja para se proteger ou ferir alguém.

Antes de conhecer Jesus, que é a verdade João 14:6, certamente eu disse um monte delas, mas após o renascimento a cada dia acho isso mais nojento. Fato curioso, é que mesmo sem querer muitas vezes somos pegos praticando tal delito, e pior do que isso é saber que o pai da mentira é o rabudo endemoninhado homicida desde o princípio. Na bíblia lemos ainda, que quem pratica este ato tem por pai o diabo. João 8:44. Lhe parece pesado demais? Pois é isto mesmo que está escrito, confere lá.

Portanto, se você ainda pratica querendo ou não este ato, ore, clame ao Espírito Eterno para te livrar deste mal. Há virtude em Deus e nele, somos livres de toda prática contrária à sua vontade. Envergonhe o diabo com a verdade. Pratique esta virtude, seja vaso de honra nas mãos do oleiro em suas atitudes, não dê lugar ao diabo. Abaixo uma passagem para meditação e exortação do corpo.

Apocalipse 22:15 Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira.

Sei que este post é bem direito e duro, mas às vezes são necessários em nossas vidas, para que as práticas mundanas não feche os nossos olhos para o que é puro e louvável .

Que Deus nos abençoe.

Por Maurício Arruda

Entrega o Teu Caminho



Salmos 37:5 - Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará.

Diante das incertezas da vida, Davi propõe uma decisão radical: "Entrega o teu caminho ao Senhor, confia Nele e Ele agirá (Salmo 37:5).

Entregar implica uma atitude definitiva. Por isso, entregar não é coisa fácil. Afinal, por definição, aquilo que entregamos não é mais nosso. Do ponto de vista legal, não temos mais direito sobre aquilo que, conscientemente, decidimos dar. Em função de tudo isso, é perfeitamente compreensível nossa insegurança quando enfrentamos o desafio de entregar nossa vida. E acima de tudo, para Deus.

Entregar é como provar pela primeira vez. Será que eu vou gostar do sabor desta fruta desconhecida? Mesmo quando me dizem que é deliciosa, será que eu vou gostar? Em casos como este, não há mais de uma saída: o único jeito é eu experimentar, por conta própria. Seu eu gostar, como. Se eu não gostar, jogo fora. A Bíblia nos informa: entregar os próprios problemas ao Senhor. Não vai ser fácil. Apesar de tudo, o Senhor resolve os problemas que Lhe entregamos. Só que o único jeito de comprovar tudo isso é experimentar. É ter a coragem de experimentar, de entregar. A esta postura a Bíblia chama: andar pela fé. Argumentos lógicos não vão resolver. Tem que ser pela fé.


Deus te abençoe.

Por Maurício Arruda

Fonte: Gotas Bíblicas

29/04/2010

Discernindo os tempos

Por Maurício Arruda

Eu considero muito importante discernirmos o tempo, a dispensação em que vivemos. Não podemos perder o passado de vista, pois ele é o alicerce do presente. Não podemos negligenciar o amanhã, por ser a nossa esperança, também não podemos perder o “hoje”, pois, o hoje é nossa realidade, é a boa terra para semearmos para o nosso futuro. A Bíblia nos diz na carta aos Hebreus 3:12 que o tempo de Deus se chama HOJE.

Hebreus 3:12-15 “Tende cuidado, irmãos, jamais aconteça haver em qualquer de vós perverso coração de incredulidade que vos afaste do Deus vivo. Pelo contrário, exortai-vos mutuamente cada dia, durante o tempo que se chama Hoje, a fim de que nenhum de vós seja endurecido pelo engano do pecado. Porque nos temos tornado participantes de Cristo, se, de fato, guardarmos firme, até ao fim, a confiança que, desde o princípio, tivemos. Enquanto se diz: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração, como foi na provocação”.

Isto é muito interessante. HOJE é o nome do tempo de Deus. É como se Deus, por sua magnífica Onisciência, fundisse aquilo que fomos, que somos ou poderemos nos tornar, e dissesse: HOJE, quando ouvires a minha voz não endureça o seu coração. Ou seja, HOJE, a respeito das lembranças do passado, da vida presente e dos propósitos futuros, quando ouvirdes a voz do Senhor teu Deus não endureça o teu coração. HOJE, seja perdoado e perdoe a si mesmo e aos outros relativo ao seu passado. HOJE descanse na minha magnífica presença e HOJE confie no teu Deus quanto ao teu futuro. Relaxe, amoleça o seu coração, seja obediente e entraras no descanso de Deus.

Ninguém, nem mesmo Deus pode mudar o seu passado, mas Deus pode mudar você no que diz respeito ao seu passado. Ele te perdoa. Pronto, está feito, pelo poder do sacrifício de Jesus Cristo, o seu passado continua o mesmo, mas você não é mais o mesmo, é uma nova criatura. E o futuro? O futuro é um mistério e está nas mãos de Deus, mas um dia, quando o futuro se transformar no presente, Deus o confiará em suas mãos, será o seu presente, um tempo de colher e de plantar. O Senhor nosso Deus planejou toda espécie de bondade e felicidade para o nosso futuro, mas esse futuro depende radicalmente da forma que reagimos aas situações no presente, daquilo que plantamos aqui e agora.

Jeremias 29:11 “Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o SENHOR pensamentos de paz e não de mal, para vos dar o fim que desejais”.

O presente tem duas faces, uma passiva e outra ativa, que também podem ser chamadas de “receber e dar, colher e plantar”. Na face passiva do presente colhemos de Deus aquilo que plantamos no passado. Na face ativa nós reagimos de forma negativa ou positiva, obediente ou desobediente, ou simplesmente não reagimos quando recebemos de Deus o resultado daquilo que plantamos no passado. O nosso comportamento com o presente determinará a nova colheita no futuro. É um novo plantio.

Eclesiastes 11:4,6 “Quem somente observa o vento nunca semeará, e o que olha para as nuvens nunca segará. Semeia pela manhã a tua semente e à tarde não repouses a mão, porque não sabes qual prosperará se esta, se aquela ou se ambas igualmente serão boas.”

Josué 1:8 “Não cesses de falar deste Livro da Lei; antes, medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer segundo tudo quanto nele está escrito; então, farás prosperar o teu caminho e serás bem-sucedido.” O Senhor Deus deixou Josué responsável por fazer prosperar o seu próprio caminho e ser bem-sucedido. O que Josué deveria fazer era semear a palavra de Deus dia e noite. Lucas 8:11 “Este é o sentido da parábola: a semente é a palavra de Deus.”

Semeia ela e baseado nela… ela tem vida própria. Profetize um futuro abençoado para você.

Deus te abençoe.

Pr. Antonio Cirilo

28/04/2010

Testando meu conhecimento bíblico 0002

Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei.


Onde podemos encontrar esta passagem nas Santas Escrituras?


( ) Galáxia 5:13
( ) Galvão Bueno "Sai que é sua Taffarel"
( ) Gálatas 5:22 e 23
( ) Galinha 5:6 e 7
( ) Colossenses 2:3

26/04/2010

Ambiente de Adoração


Meditem na passagem antes de ler o post - Lucas 8. 43-48


Pensando nessa expressão de SENTIMENTO, para mim, está muito claro o que quero que aconteça nas reuniões da Vineyard Café, por isso, nas nossas reuniões há ênfase no popular e não o erudito. Ênfase no que é cotidiano e não o eventual. Em outras palavras: aqui, não quero solistas maravilhosos, mas um povo louvando.

Por isso, também, não tem número especial; não tem artista gospel, não tem famoso. Aqui não tem palco. A celebração é mais popular, informal...

Porém, nos oito anos de Vineyard Café, junto desta informalidade, veio “algo no pacote”, que tem me preocupado muito. Explico: Quando eu era criança, minha mãe freqüentava terreiros de macumba. Aliás, meus tios, irmãos e irmãs dela, eram os responsáveis por este terreiro. E, eu me lembro de imagens daquela época: roupas, trajes, mulheres dançando e rodopiando a pés descalços, o som dos atabaques, pentagramas no chão, evocações, enfim me lembro de toda devoção daquelas pessoas.

Eu morria de medo de tudo aquilo! Meu coração batia na boca. Porém, algumas pessoas ali cantavam e o vento soprava! Durante muito tempo, essa foi a referencia de espiritualidade e transcendência que eu tive.

Com esse pensamento, e essa imagem, fico pensando qual é a Experiência de devoção do cristianismo? Qual é? Porque, olhando para as outras religiões, desconfio que nós perdemos e muito!

Perdemos dos Islâmicos e a reverencia dessas pessoas. A oração certa, nos momentos certos, do jeito certo; (pelo que eles crêem).

Perdemos dos Budistas (que a princípio não adoram a um deus, mas crêem na unidade final de tudo com todas as coisas) e a dedicação no equivalente deles a nossa fé. O ambiente próprio pra adoração, silencioso, convidativo a introspecção, a transcendência. Reverentes. Tudo num templo budista leva à paz de espírito;

Perdemos para a tradição de devoção do catolicismo – templos que convidam a reverência - ambiente, arquitetura, forma, imagens;

O Espiritismo – psicografa, pinta quadro, dá passe. O ambiente criado para que tudo isso aconteça;

Enfim, parece que em todos os ambientes de devoção religiosa, o que menos tem temor e reverencia é o ambiente “evangélico”. Ou se você preferir “protestante” ou “cristão”. E me refiro a grupos mais tradicionais e /ou mais contemporâneos.

Pode ter muitas respostas pra isso, mas parece que a gente não consegue assimilar que Deus está conosco. Que nós estamos falando com Deus. Que Deus está falando conosco. Que estamos reunidos por causa de uma promessa. Promessa que onde dois ou três estiverem falando em nome dEle, Ele mesmo estará presente. Nos reunimos por causa dessa promessa; pois sem ela faria mais sentido celebrarmos em casa com o copo d’água sobre a TV, tomando ceia sozinho! Ou então, assistindo algum culto on-line...

A sensação de irreverência é assustadora! Displicência. Pessoas entrando e saindo a todo momento. Gente conversando sobre assuntos os mais diversos.

Perdoe-me a recaída conservadora. Mas eu sinto falta de que no ajuntamento a turma se toque que começou. Sinto falta. E essa fome, essa sede, já tem me acompanhado durante algum tempo...

Quero muito mudar isso na Café e, por isso, eu gostaria de deixar claro algumas coisas:

1. AMBIENTE:

O maior patrimônio de uma igreja não é seu templo;
O maior patrimônio de uma igreja não é seu rol de membros;
O maior patrimônio de uma igreja não é seu “ativo fixo”;
O maior patrimônio de uma igreja é o AMBIENTE que ela constrói.

AMBIENTE de comunhão
AMBIENTE de restauração
AMBIENTE de adoração

Quando estamos reunidos em Celebração, quero que você me ajude a construir esse ambiente.

2. O PÚBLICO DE UM:

Sem preocupação com coisas exteriores;
Sem dar satisfação um pro outro.

Estamos aqui por causa de Deus e por estarmos aqui por Ele, vamos respeitá-lo, vamos levá-lo a sério, vamos fazer o que ele está pedindo.

3. TEMPO DE AVIVAMENTO:

Estar num auditório que louva e não só que cante;
Um coração devocional; entregue, consciente da grandeza de Deus;
Ser arrebatado, perceber um mover do Espírito.

Mais que reunião, mais que música. Mais que repetição monótona. Transcendência;

Adoração vem do espírito.

Por isso, quero crer na possibilidade de um avivamento e, nisso, você é parte fundamental. E convido você a fazer parte disso comigo. Como no texto que lemos, o encontro é pessoal e os resultados coletivos!

Milton paulo
Pastor na Vineyard Café

Cuidado com o excesso

23/04/2010

Sobre casamento e amor



Não é bom que o homem esteja só.
Far-lhe-ei uma companheira
que lhe seja suficiente.
Gênesis 2.18

Venho me perguntando o que faz as pessoas optarem pelo casamento se contam com outras alternativas para a vida a dois. A justificativa mais comum para o casamento é o amor. Mas devemos considerar que amor é uma experiência cuja definição está em xeque não apenas pela quantidade enorme de casais que "já não se amam mais", como também pelo número de pessoas que se amam, mas não conseguem viver juntas.

Talvez por estas duas razões - o amor eterno enquanto dura e o amor incompetente para a convivência - nossa sociedade providenciou uma alternativa para suprir a necessidade afetiva das pessoas: relacionamentos temporários em detrimento do modelo indissolúvel. Mas, mesmo assim, o número de pessoas que optam pelo casamento em sua forma tradicional, do tipo "até que a morte vos separe" cresce a cada dia.

Acredito que existe uma peça do quebra cabeça que pode dar sentido ao quadro. Trata-se da urgente necessidade de desmistificar este conceito de amor que serve de base para a vida a dois. Afinal de contas, o que é o amor conjugal? Para muitas pessoas, o amor conjugal é confundido com a paixão. Paixão é aquela sensação arrebatadora que nos faz girar por algum tempo ao redor de uma pessoa como se ela fosse o centro do universo e a única razão pela qual vale a pena viver. Esta paixão geralmente vem acompanhada de uma atração quase irresistível para o sexo, e não raras vezes se confunde com ela. Assim, palavras como amor, paixão e tesão acabam se fundindo e tornando-se quase sinônimas.

Este conceito de amor justifica afirmações do tipo "sem amor nenhum casamento sobrevive", "sem paixão, nenhum relacionamento vale a pena", "é o sexo apaixonado que dá o tempero para o casamento".

Minha impressão é que todas estas são premissas absolutamente irreais e falsas. Deus justificou a vida entre homem e mulher afirmando que não é bom estar só. Nesse sentido, casamento tem muito pouco a ver com paixão arrebatadora e sexo alucinante. Casamento tem a ver com parceria, amizade, companheirismo, e não com experiências de êxtase. Casamento tem a ver com um lugar para voltar ao final do dia, uma mesa posta para a comunhão, um ombro na tribulação, uma força no dia da adversidade, um encorajamento no caminho das dificuldades, um colo para descansar, um alguém com celebrar a vida, a alegria e as vitórias do dia-a-dia. Casamento tem a ver com a certeza da presença no dia do fracasso, e a mão estendida na noite de fraqueza e necessidade. Casamento tem a ver com ânimo, esperança, estímulo, valorização, dedicação desinteressada, solidariedade, soma de forças para construir um futuro satisfatório. Casamento tem a ver com a certeza de que existe alguém com quem podemos contar apesar de tudo e todos ... a certeza de que, na pior das hipóteses e quaisquer que sejam as peças que a vida possa nos pregar, sempre teremos alguém ao lado.

Neste sentido, não é certo dizer que sem amor nenhum casamento sobrevive, mas sim que sem casamento nenhum amor sobrevive. Não é certo dizer que sem paixão, nenhum relacionamento vale a pena, mas sim que sem relacionamento nenhuma paixão vale a pena. Não é o sexo apaixonado que dá o tempero para a vida a dois, mas a vida a dois que dá o tempero para o sexo apaixonado. Uma coisa é transar com um corpo, outra é transar com uma pessoa. Quão mais valiosa a pessoa, mais prazeroso e intenso o sexo. Quão menos valorizada a pessoa, mais banal a transa.

Assim, creio que podemos resumir a vida a dois, entre homem e mulher, conforme idealizada por Deus, em três palavras que descrevem um casal bem sucedido...

Um casal bem sucedido é um par de amantes.

Um casal bem sucedido é um par de amigos.

Um casal bem sucedido é um par de aliados.

E não creio ser mera coincidência o fato de que todas as esta três palavras, amante, amigo e aliado, se escrevem com A... A de AMOR.

22/04/2010

Testando meu conhecimento bíblico 0001

Queridos amigos e irmãos em Cristo. Estamos lançando uma série de perguntas chamada "Testando meu conhecimento bíblico", onde colocaremos postagens com perguntas relacionadas às escrituras sagradas. Esta será uma forma divertida de você testar como anda seu devocional amém? Abaixo segue a 1º pergunta. Se não souber responder, tá na hora de estudar mais a palavra hein... sê liga aí!

 


Quem foi o 1º rei de Israel?

( ) Malu Mader
( ) Jaú
( ) Baú
( ) Saul
( ) Davi


Deus abençoe!

21/04/2010

Eu e minha casa serviremos ao Senhor?! Como?


Josué 24:15 - Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao SENHOR, escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao SENHOR.

Após liderar os israelitas, na conquista de Canaã, Josué exorta o povo quanto a lealdade do Senhor. Dando o exemplo, declarou: "Eu e minha casa serviremos ao Senhor" (Josué 24:15).

Ser pessoalmente fiel ao Senhor já é, em si, tarefa super difícil. Contribuir para construir uma família com a mesma fidelidade passa a ser um enorme desafio. O primeiro passo, neste sentido, é colocar os interesses do Senhor acima dos próprios interesses: esta atitude constitui uma luta diária, na extensão de nossa vida cristã. O segundo passo é colocar o Senhor como algo mais importante do que nossa própria família: esta atitude exige uma profunda postura de fé, que realmente acredita que "se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam".

O terceiro passo é descobrir que eu tenho que ser o exemplo, para o cultivo espiritual da minha família. De nada adianta pregar e não viver. De nada adianta ter um comportamento no templo e, durante a semana, agir como se não houvesse Deus. De nada adianta passar para a Igreja ou para a escola a responsabilidade paterna e materna de ensinar a Bíblia e ensinar a oração, para os nossos filhos. Se eu honestamente não sirvo ao Senhor, provavelmente minha família seguirá meu exemplo. Somente citar Josué não vai adiantar muita coisa.

Pense nisso!

Fonte: Gotas Biblicas Pr. Olavo Feijó

20/04/2010

Qual é o seu caminho?

Quando somos motivados por alvos cheios de significação; por sonhos
que necessitam serem realizados; por puro amor que necessita ser
expressado, então verdadeiramente estaremos vivendo.


Greg Anderson

Onde você está hoje tem pouca importância quando comparado com o
lugar para o qual você está se dirigindo. Não importa quão para baixo
ou quão desencorajado você possa se encontrar, apesar de tudo isso
você pode dar a volta e se posicionar para uma nova direção. Você não
pode instantaneamente subir ao topo de uma realização, mas pode
imediatamente iniciar a caminhada rumo a uma nova proposta de vida.

Para onde você está se dirigindo nesse momento? Você está se movendo
firme em direção a um importante alvo? O que você está
fazendo hoje com o objetivo de levá-lo para tal direção? As coisas que
você está fazendo tem-lhe dirigido para onde você deseja estar? Se
não, qual a razão para continuar fazendo a mesma coisa? Você realmente
crê que é possível chegar a algum lugar caminhando para mais e mais
distante desse lugar? Impossível!

Deixe que Deus dirija os seus passos. Dê ao Senhor o controle daquilo
que a Ele realmente pertence. As Suas Mãos estão estendidas, mas Ele é
um cavalheiro e não irá interferir até que você, doce e suavemente, se
entregue Àquele que conhece como ninguém cada segundo da sua
existência. Não gaste nem mais um dia sequer se distanciando dos seus
alvos, porque para cada dia perdido serão necessários pelos menos mais
dois para recuperá-los.


Confia no Senhor de todo o teu coração e não te estribes no teu
próprio entendimento. Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele
endireitará as tuas veredas. Provérbios 3.4,5

19/04/2010

Vivendo em unidade



Hoje, ao assistir a uma partida de basquete dos insuperáveis Harlem Globetrotters, pensei na unidade de uma equipe como o alicerce da vitória e na veracidade do versículo de Mateus (nas palavras de Jesus) sobre o que ocorre quando, contrariamente, não existe união: “Todo reino dividido contra si mesmo é devastado e toda cidade ou casa dividida contra si mesma não subsistirá” (Mt 12: 25).

De fato, todo time vencedor é fundamentado na unidade e as pessoas devem procurar viver de modo semelhante. Em uma outra ocasião Jesus afirmou, em oração, que os homens precisavam ser um entre si, assim como ele era um com o seu Pai. E ele mesmo intercedeu por nós: “Que sejam um como nós somos um” (Jo 17: 11).

Este é justamente o nosso desafio: construir as pontes e vínculos entre nós e as pessoas do nosso convívio (nossos familiares, amigos e conhecidos) para que os nossos relacionamentos sejam semelhantes a uma equipe vencedora em todos os aspectos.

Isso não é algo fácil de se conseguir. A busca da unidade requer muito de nós, tanto no sentido da responsabilidade de amar o próximo em todas as ocasiões, quanto no nosso empenho na edificação em si, ora na superação das barreiras que nos separam uns dos outros (e no consequente prevalecimento do perdão), ora no exercício de liderança para com os necessitados de apoio, orientação e direcionamento, de modo que a nossas atitudes sejam exemplo para os que nos cercam.

Os benefícios da nossa postura excedem as dificuldades que possamos enfrentar. É somente por meio da unidade que as crises são superadas, os embates solucionados e os objetivos comuns alcançados, o que também demonstra amadurecimento da parte dos que se mantêm unidos não importando as circunstâncias. Acima de tudo, é por meio da vida em unidade que agradamos o Pai e nos colocamos em acordo com a sua vontade para nós. Isso, além de nos fazer sentir bem e seguros, dá-nos a sensação de missão cumprida, a primeira etapa na nossa caminhada como agentes de transformação.

Fique na Paz,

Ap. Rina

18/04/2010

Como e com que tipo de pessoa eu devo namorar?


Nosso objetivo não é nos intrometermos em seu namoro ou nas suas escolhas, porém lembre-se do que a Bíblia diz: " Foge também das paixões da mocidade, e segue a justiça, a fé, o amor, a paz com os que, de coração puro, invocam o Senhor." ( II Timóteo 2:22 )

Não é sábio namorar alguém que não ame a Deus.
A Bíblia diz em II Coríntios 6:14 e 15 - " Não vos prendais a um jugo desigual com os incrédulos; pois que sociedade tem a justiça com injustiça? Ou que comunhão tem a luz com as trevas? Que harmonia há entre Cristo e Belial? ou que parte tem o crente com o incrédulo? Em Amós 3:3 "Acaso andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?"

Não namore alguém que diz ser cristão mas não vive como um cristão.
A Bíblia diz em I Coríntios 5:11 - " Mas agora vos escrevo que não vos comuniqueis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com esse tal nem sequer comais."

Evite namorar pessoas coléricas ou tempestuosas.
A Bíblia diz em Provérbios 22:24 - " Não faças amizade com o iracundo; nem andes com o homem colérico."

Não namore um cristão preguiçoso.
A Bíblia diz em II Tessalonicenses 3:6 - " Mandamo-vos, irmãos, em nome do Senhor Jesus Cristo, que vos aparteis de todo irmão que anda desordenadamente, e não segundo a tradição de trabalho que de nós recebestes."

 O que mais conta é a beleza interior.
A Bíblia diz em I Pedro 3:4 - " Mas seja o do íntimo do coração, no incorruptível traje de um espírito manso e tranqüilo, que és, para que permaneçam as coisas."

Namore alguém que tenha uma boa atitude.
A Bíblia diz em Romanos 15:5 e 6 - " Ora, o Deus de constância e de consolação vos dê o mesmo sentimento uns para com os outros, segundo Cristo Jesus Para que unânimes, e a uma boca, glorifiqueis ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo."

A Bíblia diz em Filipenses 2:4 - " Não olhe cada um somente para o que é seu, mas cada qual também para o que é dos outros."

Deixe que o relacionamento se desenvolva passo a passo.
A Bíblia diz em 2 Pedro 1:6 e 7 - " E à ciência o domínio próprio, e ao domínio próprio a perseverança, e à perseverança a piedade, e à piedade a fraternidade, e à fraternidade o amor."

O que se deve evitar quando sair para namorar.
A Bíblia diz em Romanos 13:13 - "Andemos honestamente, como de dia: não em glutonarias e bebedeiras, não em impudicícias e dissoluções, não em contendas e inveja."

O namoro não deve incluir relações sexuais.
A Bíblia diz em I Coríntios 6:13 e 18 - " Mas o corpo não é para a prostituição, mas para o Senhor, e o Senhor para o corpo... Fugi da prostituição. Qualquer outro pecado que o homem comete, é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo."

Mantenha-se puro (a).
A Bíblia diz em I João 3:3 - " E todo o que nele tem esta esperança, purifica-se a si mesmo, assim como ele é puro."

Para que se ganhe emocionalmente, os desejos e as atividades sexuais devem ser mantidas sob o controle de Cristo.
A Bíblia diz em 1 Tessalonicenses 4:3 a 5 - " Porque esta é a vontade de Deus, a saber, a vossa santificação: que vos abstenhais da prostituição, que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santidade e honra, não na paixão da concupiscência, como os gentios que não conhecem a Deus."

Fonte: Solteiros Cristãos
 

Como conseguir uma boa oferta

16/04/2010

Amor de Pai

Uma noite eu tive um sonho:Sonhei que estava andando na praia com o Senhor, e através do céu, passavam cenas da minha vida. Para cada cena que se passava, percebi que eram deixados dois pares de pegadas na areia; Um era meu e o outro era do Senhor.

Quando a última cena da minha vida passou diante de nós, olhei para trás, para as pegadas na areia, e notei que muitas vezes, no caminho da vida, havia apenas um par de pegadas na areia.Notei também que isto aconteceu nos momentos mais difíceis e angustiosos do meu viver. Isso aborreceu-me.

Então perguntei ao Senhor:

- Senhor, Tu me disseste que, uma vez que resolvesse Te seguir, Tu andarias sempre comigo, em todo o meu caminho, mas notei que durante as maiores tribulações do meu viver, havia apenas um par de pegadas na areia. Não compreendo porque nas horas em que mais necessitava de Ti, Tu me deixastes.

O Senhor respondeu:

- Meu precioso filho, eu te amo, e jamais te deixaria nas horas de tua prova e de teu sofrimento. Quando vistes na areia apenas um par de pegadas, foi exatamente aí, que eu te carreguei nos Braços.

15/04/2010

Valores do Reino de Deus


Texto: Ricardo Gondim


Repito há algum tempo a expressão “valores do reino de Deus”. Por não entender direito ao que me refiro, alguém perguntou o que são esses valores. Melhor começar talvez com o negativo, afirmando o que não são os valores do reino de Deus.

1. Não são a promoção da cobiça, avareza, ganância.
2. Não são a solução miraculosa dos problemas da vida.
3. Não são a capacidade de canalizar o poder de Deus para tornar a existência menos rude.
4. Não são a ideia de que Deus tem preferidos, seus eleitos, que merecem o céu enquanto o resto já nasce debaixo de maldição.
5. Não são a legitimação de instituições que se arvoram suas representantes únicas na terra.
6. Não são o lado positivo do que se considera "mundo”.
7. Não são uma doutrina, catecismo ou documento confessional.
8. Não são a proposta de tornar uma nação monocultural.
9. Não são uma ideologia.
10. Não são a negação da fragilidade humana.
11. Não são a cristalização de sistemas opressores.
12. Não são ufanismos milenaristas.

Por Maurício Arruda

13/04/2010

A iniciativa é sua

Você não acha que está na hora de ter a uma experiência com Deus? É chegado um momento em que aquilo que as outras pessoas nos dizem sobre Deus não é suficiente e precisamos experimentar por nós mesmos, viver a nossa própria experiência, aquela que marca, que transforma e nos faz viver de um modo diferente.

Jesus denominou essa experiência novo nascimento e importa que todos venhamos a nascer de novo, não de modo a afirmar que conhecemos Deus, mas nos encontrando com ele verdadeiramente. Isso implica, em particular, em uma vida que agrade Deus em todos os sentidos.

Há uma proposta nisto: a de despertar a sua fé. Um dia muitos já experimentamos desse encontro, nos achegamos ao Senhor e hoje podemos desfrutar do que ele tem de melhor para as nossas vidas.

Fica, então, o convite para que você se aproxime de Deus, também. Nossa missão é lhe dar o exemplo e mostrar-lhe o caminho das pedras. O passo, no entanto, tem de ser seu. Precisa nascer do coração e, nisso, a iniciativa é sua.

Fique na paz,

Ap. Rina

12/04/2010

Chamados para...



Uns dias atrás minha sobrinha ganhou uma escrivaninha nova para o seu computador... Lorena, pode deixar comigo! Quando você voltar da escola ela estará montada em seu quarto! – Me arrisquei, crendo que seria uma tarefa de 30 minutos...

Mais de duas horas depois a escrivaninha estava de pé e, eu tinha nas minhas mãos um monte de peças e parafusos, os quais não fazia a menor idéia de onde encaixa-las!

Para ser sincero, o primeiro pensamento que veio a minha mente é que o cara que embala escrivaninhas na fábrica cometeu um engano enfiando peças sem serventia dentro da caixa!

Como nos últimos doze anos tenho convivido com pastoreio e liderança foi impossível não associar minha experiência com a Igreja:

A obra de Deus não funciona como a escrivaninha que eu montei. Deus não fabrica peças que não servem para nada. Você não é esse tipo de peça. Existe um propósito para sua vida.

Somos chamados para conhecer a Deus, receber sue amor e misericórdia. Somos chamados para viver na realidade de seu Reino e ter Cristo formado em nós.

Como parte desse chamado, Deus lhe concedeu dons, talentos, anseios e desejos. Identifica-los com clareza, desenvolve-los com habilidade e usa-los com alegria para servir a Deus e sua criação é fundamental a fim de se cumprir o objetivo para o qual você foi chamado.

Que Deus o abençoe!

Milton Paulo

Fonte: Vineyard

Pérolas do dia-a-dia






09/04/2010

Temos Fé?


Me pego pensando diariamente como vai ser quando nosso DEUS voltar, fico imaginando quando eu chegar no céu, quando me encontrar com todos os apóstolos, e principalmente quando me encontrar com Moisés. Chego até a imaginar que a primeira coisa que eu vou perguntar quando encontrar com ele vai ser:
Como que você pode conseguir que o Mar fosse aberto, inacreditável, durante a minha vida eu fiquei muitos dias imaginando como? Como pode você fazer tamanha obra?
Imagino principalmente a resposta de Moisés. Irmão eu fiz tudo isso, e ainda antes de rasgar-se o véu, imagino eu, Moisés, o que você fez depois de rasgar o véu, sabendo que o espírito santo está todos os dias do seu lado, junto contigo, me fala qual mar você abriu, que vulcão você parou? 

E você o que tem feito?

Como podemos ver em João 14-12, podemos fazer obras muito maiores, vivemos diariamente com a presença do Espírito Santo, porém, nossa fé ainda está muito limitada. Se praticarmos a nossa fé, conseguiremos alcançar obras além do que podemos imaginar, pois Deus nos usa de acordo com a vontade dele, e principalmente de acordo com a nossa fé, basta crer para que ele possa nos usar diariamente de acordo com sua vontade.

Por Renato Marins

08/04/2010

Pescaria

Ser feliz ou ter razão?



Oito da noite, numa avenida movimentada. O casal já está atrasado para jantar na casa de uns amigos. O endereço é novo e ela consultou no mapa antes de sair. Ele conduz o carro. Ela orienta e pede para que vire, na próxima rua, à esquerda. Ele tem certeza de que é à direita. Discutem.

Percebendo que além de atrasados, poderiam ficar mal-humorados, ela deixa que ele decida. Ele vira à direita e percebe, então, que estava errado. Embora com dificuldade, admite que insistiu no caminho errado, enquanto faz o retorno. Ela sorri e diz que não há nenhum problema se chegarem alguns minutos atrasados. Mas ele ainda quer saber: - Se tinhas tanta certeza de que eu estava indo pelo caminho errado, devias ter insistido um pouco mais... E ela diz: - Entre ter razão e ser feliz, prefiro ser feliz. Estávamos à beira de uma discussão, se eu insistisse mais, teríamos estragado a noite!

MORAL DA HISTÓRIA:


Esta pequena história foi contada por uma empresária, durante uma palestra sobre simplicidade no mundo do trabalho. Ela usou a cena para ilustrar quanta energia nós gastamos apenas para demonstrar que temos razão, independentemente, de tê-la ou não. Desde que ouvi esta história, tenho me perguntado com mais freqüência: 'Quero ser feliz ou ter razão?' Outro pensamento parecido, diz o seguinte: 'Nunca se justifique. Os amigos não precisam e os inimigos não acreditam.
..

Eu já decidi... EU QUERO SER FELIZ e você?


A batalha por sua mente



2 Coríntios 10:5 - Destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo o entendimento à obediência de Cristo;

Nossa mente é tendenciosa a querer questionar o conhecimento de Deus; ela fez isso por influência de espíritos imundos e demônios.

Não foi assim com Eva? Ela conhecia a vontade do Criador, mas o adversário a fez questionar a ordem divina para, por fim, instigá-la a pensar e agir em discordância com Deus.

Quando um pensamento surgir em sua mente, colocando a prova a verdade bíblica e a vontade de Deus, você deve orar assim: "eu não aceito este padrão de pensamento e ordeno a minha mente que se sujeite ao conhecimento de Deus e a obediência a Cristo".

Adestre os seus pensamentos para a glória do Pai Celestial e você viverá uma profunda transformação em sua vida!

Experimente!

Fonte: Pastor Sérgio Fernandes -  Palavra que Transforma

07/04/2010

Conselho para Novos Convertidos

Igreja da Prosperidade

Inabaláveis por meio da fé

O capítulo 125 do Livro de Salmos atesta sobre aqueles que confiam no Senhor, de que são comparáveis aos montes de Sião, que não se abalam, mas “permanecem para sempre” (v. 1). Como é gratificante encontrarmos pessoas assim!

Os que vivem nessa condição são pessoas inabaláveis que, revestidas com um espírito de fortaleza, são capazes de vencer toda e qualquer adversidade, sem se desgastarem ou desesperarem-se de algum modo.

Essas pessoas também se mantêm bem com Deus, com suas famílias e consigo mesmas. Não obstante às lutas diárias que tenham de enfrentar, conseguem atravessar as fases ruins sem imputar culpa a outros ou desequilibrarem-se, uma condição invejável, uma vez que geralmente temos a tendência ou a representar um papel contrário ao que estamos vivendo ou a magoar os que estão ao nosso redor quando as coisas não vão bem.

Essa condição é obtida por meio da fé. Aquele que crê entende que há um Deus provedor, um Deus de amor que nos sustenta e que escuta e responde as nossas orações. Assim, à medida que aprende a confiar e a entregar os seus problemas, suas metas e desafios não mais lhe pertencem, mas passam a ser compartilhadas por Deus, o que fará toda a diferença.

Fique na paz,

Ap. Rina

Como Anda sua Vida?
























Por Renato Marins

 

Blogger news

Blogroll

About