03/04/2010

Seu eu fosse mais velho!

Não tenho nenhuma pressa em envelhecer, mas tenho aprendido com passar dos anos. Meu amado pai sempre teve razão em tudo que me ensinava e eu, dentro de uma rebeldia inexplicável, julgava que muitas das coisas que outrora ele dizia, eram coisas que não faziam nenhum sentido, ou que ele havia deixado de acompanhar a evolução do mundo e por isso, seus conceitos já eram ultrapassados. Só a maturidade me fez reconhecer o quanto eu é quem estava enganado, e que se tivesse dado ouvidos a ele, muitos dos problemas que vivi, certamente os teria evitado. Descobri com isso o quanto devemos ouvir os mais velhos, sobretudo nossos pais, pois estes falam de coisas que imaginamos ser, mas eles tem certeza de como são. Leiam o texto a seguir e reflitam nestas sábias palavras.
Por Maurício Arruda
 

Texto: Ricardo Gondim

Seu eu fosse mais velho...

Eu diria aos mais jovens que desistam do sonho de galgar a fama em nome de Deus. Contaria que já presenciei o desespero de alguns que, tendo almejado se destacar como referenciais de sua geração, vieram a descer do trem fatigados e detruídos pelo ônus da fama.

Descreveria os bastidores de algumas "grandes" agências evangelísticas e de outras para-eclesiásticas, e como me enjoei com a petulância de alguns evangelistas famosos. Falaria das minha lágrimas, quando um deles afirmou que passaria por cima de qualquer pessoa desde de que conseguisse estabelecer o que chamou de "reino de Deus".

Incentivaria os jovens a buscarem uma vida discreta sem o glamour do mundo , a preferirem a senda do calvario. Pediria que optassem por beber o cálice do Senhor em vez de desejarem a coroa triunfal da glória humana.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Blogger news

Blogroll

About