03/10/2010

Não Caia nessa



Texto: Tiago Lima


Como anda a sua igreja? Como ela tem funcionado?

Quais são seus pensamentos diante de Deus?

Eu oro, logo Deus é obrigado a fazer minha vontade;
Eu oferto, logo Deus não pode me deixar faltar nada;
Eu sou bom, vou aos cultos, logo tenho de ser vitorioso nas minhas iniciativas;
Eu sou uma boa pessoa, trato bem as pessoas a minha volta, não roubo, não mato ninguém, minto só um pouquinho, logo, Deus deve me cercar de pessoas boas também, claro.

São esses os seus pensamentos? É dessa forma que você enxerga o evangelho?

A grande maioria das pessoas está em busca de solução para os seus problemas, uma vida melhor, de paz, sem problemas, sem doenças, mas são avessas às exortações, às recomendações de santificação; estão buscando pão como nos dias de Jesus.

O interessante nestas essas igrejas é o modo como vem a “bênção”. Eles ensinam que se você obedecer a uma fórmula, pré-estabelecida, a bênção virá, a felicidade, a paz, a cura.

Geralmente essa formula é algo que envolva um pastor super ungido, o seu "Pai Espiritual" que intercede por você a Jesus, ou algo relacionado a dinheiro. Sempre são fórmulas alheias às Santas Escrituras.

Geralmente a idéia provém de uma visão que alguém teve, e daí são elaboradas ao sistema. Elas podem até citar as Escrituras, mas ao acaso, texto fora do contexto, e estes são transformados em pretexto. Uma fórmula mágica, tipo um abracadabra.

Eles enfatizam apenas o que é prático. Negligenciam a doutrina.Nesta linha de pensamento, outra característica semelhante das igrejas é que elas oferecem a CURA, a BÊNÇÃO, imediatamente.

Já notou isso? É o método do atalho, e por isso conseguem tantos adeptos.

Qualquer coisa que ofereça atalhos espirituais, não é cristianismo da Bíblia. Mas as igrejas perguntam: O que você está precisando? Qual o seu problema? E respondem: Venha! Nós podemos ajudá-lo. Oferecem o remédio barato, fácil e rápido, saúde, cura física, a bênção que soluciona todos os seus problemas.

Mas o método do Evangelho é muito diferente. A primeira coisa do Evangelho é o CONHECIMENTO DE DEUS. Está é a grande mensagem da Bíblia.

Precisamos tomar consciência que o mundo espera uma igreja inteligente. Uma igreja que ele possa dialogar. Ou seja, uma igreja que lê a Bíblia atualizada com outras obras das ciências. Temos de saber explicar o que cremos e porquê cremos.

Precisamos arregaçar as mangas e colocar as mãos no arado. Sair do próprio quintal, envolver-se mais com a vida e com a sociedade. Igrejas que sejam um celeiro de voluntários.

Com um detalhe importante: solidariedade não é estratégia evangelística! Não é trocar cesta-básica por freqüência no culto.

Precisamos de respostas para o divorciado, para o homossexual, para o viciado. Hoje em nossos templos, alimentamos a hipocrisia e a culpa.

Ame Geral!


Fonte: Projeto Defunto

0 comentários:

Postar um comentário

 

Blogger news

Blogroll

About