13/12/2010

Cansei de ser Evangélico - Parte II



Por Maurício Arruda


O assunto é extenso mesmo e daria até um livro, mas vamos aos pontos principais e relevantes. Deixei de ser evangélico!

Não quero fazer parte dos que são crentes dentro da igreja, pois pra mim igreja começa da porta pra fora e não ao contrário. Não quero fazer parte da estatística de gente manipuladora que usa de cargos eclesiásticos para demonstrar autoridade, mas sequer conhecem o verdadeiro significado da palavra serviço e conhecem muito bem a palavra "ser visto". Gente que abre a boca para cantar o que não vive assim como está escrito em Marcos 7:6 Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito: Este povo honra-me com os lábios; o seu coração, porém, está longe de mim.

Isso sem falar no pouco conhecimento bíblico, na falta de transparência e no modelo pífio que estes demonstram. A hipocrisia reina no meio evangélico!

Deixei de ser evangélico porque não desejo ser reconhecido como parte de algo ruim, maquiado e que cheira mal. Gente que é super espiritual na igreja, mas fora dali são munidos de armas destruidoras como fofoca, soberba, ciúmes, mentiras, manipulações e maldade. Deixei de ser evangélico, pois conheci a perseguição dentro da igreja, mais ou menos algo do tipo, o que vale para um, nem sempre vale pra todos.

Deixei de ser evangélico, pois não creio que temos que dizer amém para todas as coisas e, questionar e pensar faz parte da vida cristã, mas não faz parte dos “evangélicos” por isso deixei de ser, afinal questionamentos e não concordar com tudo é "rebeldia".

Conheci também, gente que faz tudo por "debaixo dos panos", em outras palavras, pessoas que falam ao pé do ouvido, que tiram conclusões levianas e praticam toda sorte de equívocos e descartam a auto-análise. Gente que não tem equilíbrio e julgam os semelhantes, como se fossem donos da verdade e nunca enxergam o próprio nariz, ou seja, o errado é sempre o outro. Gente que fala às escondidas, deturpam fatos, maquiam a verdade, e mais, não abrem mão da cópia oculta nos emails. Preferia não tê-los conhecido, mas de tudo se tira algo proveitoso...

Pior do que isso é ter visto estas pessoas estragar ou influenciar outras e, diga-se de passagem, pessoas leais e verdadeiras. Conheci também gente boa, transparente, idônea, servos, que dizem sim sim e não não, mais chegados que um irmão, mas vítimas também dos "evangélicos". Por isso concluo que não quero ser "evangélico!".

Um dia assisti a um culto onde um sábio pregador disse que 80 % da igreja brasileira é "evangélica" e 20 % vivem o evangelho. Quero fazer parte da minoria! Minoria que andou com Jesus, que disse não às prática mundanas e "evangélicas".

Quero fazer amigos mais chegados que irmãos, mas não tenho nenhuma pretensão de que isso aconteça abundantemente, pois sei que estes amigos estão nos 20 %, contudo creio que o Senhor me guiará até estes e vice-versa. Como diz a minha amada e futura esposa, precisamos fazer parte dos "poucos escolhidos" doa a quem doer. Iremos trilhar este caminho e por isso afirmo em letras garrafais "Deixei de ser evangélico!".

Não sustentarei mais relacionamentos cheios de interesses e de meias verdades, ainda que tenha que começar praticamente do zero. Amizades desleais não farão mais parte do meu "network gospel evangélico". Vou optar por ter poucos amigos afinal amigos são poucos, mas estes poucos serão verdadeiros.

Tolerância zero para os "evangélicos" e sinceramente a maioria destes que falo, são pessoas que já sairam do leitinho, contudo, são superficiais e rasos e o pior, é que influenciam pessoas e formam discípulos, ainda que estes caiam na teia e confirme seu carimbo de "evangélicos".

Eu continuarei crendo que a cada dia preciso mudar algo em minha vida para ficar mais parecido com Jesus e menos evangélico. Continuarei fazendo minha auto-análise, pois creio verdadeiramente no que Paulo disse em Romanos 7:24 "Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte?".

Portanto preciso continuar a seguir Jesus negando a minha carne, aprendendo com o simples e puro de coração, aprendendo com o manso e humilde e até mesmo com estes "evangélicos" que me ensinaram a não ser como eles.

Que Deus nos abençoe!

0 comentários:

Postar um comentário

 

Blogger news

Blogroll

About