08/12/2010

Claro! A culpa é do diabo.

Vivemos em um mundo difícil, e nem tudo que acontece de ruim é culpa do diabo, isto porque estamos sujeitos à lei da semeadura, tudo que plantamos isso colhemos. Se vivermos em mentira isso colheremos, se não olhamos onde pisamos certamente um dia tropeçaremos, se corremos demais de moto ou carro um dia sofreremos um acidente. O problema do caráter nestas horas nunca é mencionado, o orgulho não deixa. É mais fácil por a culpa no diabo.

Lembrei-me do apóstolo Paulo quando tomou um navio que foi sacudido por uma terrível tempestade, bateu nas rochas, sofreu naufrágio e quase que morreram todos. Não se ouve uma só palavra do apóstolo contra Satanás (Atos 27). Pelo contrário, ele havia percebido condições climáticas que desaconselhavam uma viagem de navio, e com bom senso deduziu que seria melhor permanecer onde estavam (ah, como falta bom senso em tantas decisões que tomamos, e depois a culpa sobra pra “ele”). De qualquer maneira, quando desembarcaram na ilha de Malta ele curou um homem enfermo e testemunhou do Deus vivo.

Virou moda culpar o diabo pelos desvios de caráter: preguiça, prostituição, fofoca, mentiras, adultério… dizem que é coisa do demo. Opinião equivocadíssima, pois a Bíblia diz que isso é “defeito” seu, você nasceu com ele, homem carnal. Está lá no seu “DNA espiritual”. Portanto assuma e mude de comportamento. Ao preguiçoso, por exemplo, Salomão manda observar as formigas: “Vai ter com a formiga, ó preguiçoso”. Não há nenhum “demônio da preguiça” na pessoa – ela que é “folgada” mesmo.

O próprio Jesus já ensinava: “De onde procedem a prostituição, o adultério, a malícia? Mais uma vez a origem do problema não vem de fora, mas de dentro: “É de dentro do coração do homem”.

Marcos 7

20. E dizia: O que sai do homem isso contamina o homem.
21. Porque do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios,
22. Os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a dissolução, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura.
23. Todos estes males procedem de dentro e contaminam o homem.



Mau comportamento, xingamento, mentiras, fofoca, hipocrisia, gritaria, é coisa do diabo? Pode ser que sim, mas normalmente é ignorância mesmo, falta de caráter, falta de temor a Deus. E Paulo não manda expulsar nada, mas dá um conselho: “Longe de vós toda cólera, e ira, e gritaria, e blasfêmia, e bem assim toda malícia” (Ef 4.31). Ou seja, ele manda a pessoa tomar consciência desse comportamento inadequado, ridículo para um crente e parar com isso.

Toda enfermidade tem origem no diabo? Depende. Foram poucos os casos de cura que Jesus mencionou tal coisa. Quando Paulo escreve a Timóteo, que sofria de “freqüentes enfermidades do estômago”, ele simplesmente manda tomar “um pouco de vinho” (como remédio), e ponto final. Não há nenhuma menção, nenhuma advertência, nenhuma explicação sobrenatural para a doença do jovem Timóteo. E o conselho de Paulo é simples: se cuida, e toma o remédio regularmente! Em outras palavras: para fatos e acontecimentos de origem natural, lida-se de forma natural. O Deus do sobrenatural também é o Deus do cotidiano. O Senhor do extraordinário também se manifesta no ordinário.

Foi dado uma prova a um grupo de seminaristas, o tempo era de 60 minutos para concluir, o tema era: Fale sobre Deus e fale sobre o Diabo. Um seminarista começou a escrever sobre Deus, sua grandeza, sua obra e quando  viu faltava 1 minuto para esgotar o tempo. Pegou rapidamente uma folha em branco escreveu o titulo Satanás. E logo abaixo escreveu: “Não ha tempo para Satanás”. Ganhou em primeiro lugar.



Fonte: Jesus Site

0 comentários:

Postar um comentário

 

Blogger news

Blogroll

About