15/12/2010

Quando Deus te dá um Dom

Por Maurício Arruda


Quantos de nós já recebemos um dom de Deus? E se já recebemos e temos verdadeiramente esta convicção, o quê temos feito com este dom?

No capítulo 1º verso 17 de Daniel, Deus concede conhecimento, inteligência e sabedoria a quatro jovens a saber, Daniel, Hananias, Misael e Azarias mais tarde conhecidos como Beltessazar, Sadraque, Mesaque e Abednego respectivamente.

Daniel 1:17 Quanto a estes quatro jovens, Deus lhes deu o conhecimento e a inteligência em todas as letras, e sabedoria; mas a Daniel deu entendimento em toda a visão e sonhos.

Note que a Daniel Deus deu um dom específico. Mas ao meditar em todo capítulo 1 e 2 de Daniel, aprendo 3 coisas muito importantes que quero partilhar com o amigo leitor; não quero aqui entrar em nenhum jargão evangélico de pregadores que usam terminologias supostamente milagrosas como: "7 passos para enriquecer" ou "10 maneiras de conquistar o favor de Deus", entre outras, mas pretendo apenas partilhar o que o Senhor ministrou em meu coração ao meditar nestes 2 capítulos. Vamos a elas:

- Quando Deus dá um dom, este é deve ser usado para que os propósitos dEle se cumpram e não para que nos tornemos crentes especiais ou mega-espirituais a fim de sermos melhor que outros irmãos, ou seja, o dom que Deus nos dá, não é para uso exclusivo, mas sim para servir aos demais.

A primeira interpretação revelada a Daniel oriunda de Deus é usada para o benefício de muitos, pois Nabucodonosor, rei da Babilônia, havia decretado morte a todos sábios da época, pois nenhum destes tinham sabedoria suficiente para revelar ao rei um sonho misterioso que o mesmo teve e andava perturbado por conta disso, e Daniel pertencia a esta classe de pessoas. Note que o dom que Deus deu a Daniel o livrou da morte nesta ocasião.

Daniel 2:13 E saiu o decreto, segundo o qual deviam ser mortos os sábios; e buscaram a Daniel e aos seus companheiros, para que fossem mortos.

Daniel 2:19a Então foi revelado o mistério a Daniel numa visão de noite.

- Quando usamos o dom que Deus nos deu, seja este, musical, pastoral, intercessório, etc, temos que glorificar ao Senhor, pois a glória jamais será nossa. Toda capacidade vem dEle. Muitas vezes empolgados ou vaidosos, sequer lembramos-nos de dar graças a Deus que é quem nos concedeu o dom. Vejamos o exemplo de Daniel antes de ir ao rei revelar o sonho.

Daniel 2:19b Então Daniel louvou o Deus do céu.

Daniel 2:20 Falou Daniel, dizendo: Seja bendito o nome de Deus de eternidade a eternidade, porque dele são a sabedoria e a força.

Até o versículo 23 do capítulo 2, Daniel exalta a Deus e mais uma vez no verso 28 o Senhor é enaltecido, atitude que demonstra humildade e reconhecimento da parte de Daniel e só a partir do verso 29 Daniel inicia a revelação do sonho ao Rei.

Louvado seja Deus por toda sua palavra que nos instrui, corrige, exorta e alimenta. Todo capítulo 1 e 2 de Daniel é uma verdadeira lição que podemos aplicar a nossa vida com Deus, para que o nome dEle seja glorificado através de nossas vidas e certamente dos nossos dons, afinal estes vem dEle.

No mais tudo na Santa Paz.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Blogger news

Blogroll

About