17/01/2011

Aprendendo com Mateus 6 - # 1

por Maurício Arruda

Nesta semana iniciaremos um pequeno estudo bíblico. O propósito aqui é meditarmos em alguns capítulos das escrituras sagradas afim de sermos edificados por estes estudos. Para começar, vamos aprender com Mateus 6 que é um verdadeiro manual de algumas atitudes na vida cristã.



Mateus 6

1 Guardai-vos de fazer as vossas boas obras diante dos homens, para serdes vistos por eles; de outra sorte não tereis recompensa junto de vosso Pai, que está nos céus.
2 Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa.
3 Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a direita;
4 para que a tua esmola fique em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.


Que tamanho é o nosso coração quando o assunto é abençoar o próximo? Muitos de nós talvez digamos: "Eu não tenho como abençoar, não tenho nem pra mim!". Há um grande mal em nossos arraiais que cada vez mais tem se inserido em nossas ações.

O cristão desprovido de conhecimento bíblico e sabedoria, ou influenciado pelo que o mundo impõe de forma veemente, relaciona que o ato de abençoar o próximo, quem quer que seja, diz respeito há coisas, mas nem sempre isto é verdade.

O Senhor é aquele que conhece o homem no íntimo e sonda o coração deste, ou seja, Ele sabe se temos condições ou não para doar algo. Contudo, precisamos ter em mente que abençoar não está diretamente restrito há algo material. Quantas vezes fomos abençoados com palavras encorajadoras, incentivos, abraços ou simplesmente uma palavra proferida?

Recordo-me de uma situação onde num aniversário de uma colega de trabalho, muitos foram os presentes (coisas), que ela ganhou, mas o agradecimento especial dela foi para uma pessoa que estava ali e ela disse assim: "Quero te agradecer pelas palavras de vida que me trouxeste quando mais precisei". Entendemos aqui que nem sempre são as “coisas” que abençoam.

Tendo este conceito em mente, podemos aprender algumas verdades com estes versos. Sempre que abençoarmos alguém, seja com coisas ou não, temos que fazer isto com amor, e jamais esperar algo em troca, e muito menos fazer esta ação para ser notado.

Os olhos do Senhor estão em todos os lugares e se a nossa motivação não for correta, jamais estaremos agradando ao Senhor, ou seja, a pessoa que ocasionalmente está sendo abençoada, não está preocupada com a nossa motivação, mas o Senhor está. Note aqui que quando abençoamos o próximo e temos um coração voluntário, nossa recompensa virá do céu, pois servindo ao próximo estamos adorando a Deus. Ver (1 Coríntios 10:31).

Devemos ainda dizer não a hipocrisia! Não seja hipócrita como muitos de nós, que nem mesmo tem consciência de que agem deste modo. Sempre temos uma maneira sutil de alardear nossas boas ações. Às vezes, não é na hora em que praticamos tal ato, mas na primeira oportunidade não perdemos tempo e já ostentamos o ocorrido, talvez até e somente para os amigos mais próximos.

Note que os que agem assim, já foram sentenciados segundo o final do verso 2. "Em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa". Nós quando com o coração puro e que verdadeiramente praticamos a palavra de Deus, ainda não recebemos nossa recompensa, mas permanecemos firmes até este dia.

no verso 3 somos ensinados a sequer lembrarmos destas atitudes, para que elas sejam comuns e não fatos isolados. Todavia, devemos ter a nossa fé em Jesus Cristo e nos seus ensinamentos e jamais esquecer que a fé sem obras é morta. Ver (Tiago 2:26).

Por último e não menos importante, aprendemos que o Senhor está atento às nossas atitudes e práticas cristãs, e certamente nos recompensará segundo a tua promessa, e estes tesouros que praticamos aqui, neste mudo, juntarão nos céus a nossa verdadeira riqueza.

Deus abençoe

0 comentários:

Postar um comentário

 

Blogger news

Blogroll

About